Seguidores- Siga nosso Blog

terça-feira, 24 de julho de 2012

NG Notícias #22- Metal Gear completa 25 anos neste mês


Fonte da imagem: Reprodução/PlayStation Blog
Agora, no mês de aniversário de 25 anos de existência de Metal Gear, Hideo Kojima contou um pouco sobre toda a sua trajetória no desenvolvimento da série em entrevista para o site PlayStation Blog.
Confira detalhes sobre cada game da série sob o ponto de vista do desenvolvedor:
Metal Gear – 1987
Kojima, designer e planejador, estava em seu primeiro ano de trabalho na indústria dos games e o primeiro jogo o qual desenvolvia foi cancelado por seus superiores. Após pensar em sair da empresa, ele recebeu a proposta de criar um novo jogo.
Como a plataforma (MSX) tinha diversas limitações técnicas, o desenvolvedor não queria fazer um título de guerra e acabou por produzir um game de espionagem: o primeiro Metal Gear.
O designer conta que os programadores fizeram as decisões finais em cima do jogo, e isso lhe incomodou muito.
Metal Gear Solid – 1998
Havia boatos, na época, sobre um console que trabalhava com a criação de polígonos em tempo real. O fato chamou a atenção do desenvolvedor, que queria ver do que seria capaz essa nova tecnologia para aprimorar a sensação de ação do jogo. Assim, logo partiu para a contratação de programadores 3D e saiu a versão de Metal Gear Solid para PlayStation.
Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty – 2001
Mais uma vez empolgado por novas tecnologias, Kojima disse que o hardware do PlayStation 2 chamou a sua atenção para descobrir até onde a máquina poderia chegar. Com um orçamento maior para o novo jogo, decorrente do sucesso de vendas da versão anterior, o designer conta que teve a oportunidade detrabalhar com  pessoas como Harry Gregson-Willians.
Sobre Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, Kojima tem guardado na memória o momento em que o jogo foi ovacionado de pé pelo público da E3, em 2000.
Metal Gear Solid 3: Snake Eater – 2004
MGS2 foi um sucesso de vendas, mas recebeu críticas duras do público pela escolha de Raiden para protagonista. Outras pessoas também reclamaram que o jogo estava com a história muito curta, disse o produtor. Sendo assim, Kojima conta que nesse momento foi anunciado o Metal Gear Solid 3: Snake Eater para PlayStation 2.
Após terminar o jogo, o produtor noticiou que não dirigiria a continuação da série, e Alan Smith foi anunciado como o próximo diretor.
Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots – 2008
Kojima relembra que o desenvolvimento de Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots para PlayStation 3 foi bastante complexo e envolveu, ao todo, cerca de 200 pessoas, sendo três diretores.
Na época, o produtor admite que já estudava a possibilidade da criação do Fox Engine. Então partiu, há um ano e meio, em viagens para visitar estúdios e ver o que estava sendo feito ao redor do planeta.
Metal Gear Solid: Peace Walker - 2010
Além de ser um console popular no Japão, o fato de poder trabalhar o conceito de Transfarring (permitir que jogos salvos possam transitar entre o console de mesa e o portátil sem perda de progresso) foi um fator fundamental para que o game fosse desenvolvido para o PSP.
Fox Engine
Sobre o motor, Kojima afirma que ele está quase pronto e que o único modo de saber se ele funciona é lançar um jogo simultaneamente. Segundo o produtor, originalmente o Fox Engine estava programado para Metal Gear Rising: Revengeance, mas muitas coisas aconteceram e  agora será usado um motor da Platinum Games.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor não xingue nem fale nada abusivo. Tempo para responder comentários: Entre 6-24h.

Qualquer cometário com propaganda ou xingamentos será deletado.
Se quer divulgar seu blog, nos envie um e-mail propondo parceria.