Seguidores- Siga nosso Blog

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Sérgio's books #21

Bem, eu vou publicar sobre as crônicas de nárnia, mas nao vai ser na ordem que foi lançado, mas sim na ordem da história. Bem, vamos lá.



 Sobrinho do Mago nos conta a criação do mundo de Nárnia e de como o professor Digory Kirke, o dono da casa que contém o guarda-roupa, entrou na história. Nela também se conhece o caráter multiverso de Nárnia com o Bosque entre Mundos, que possibilita o acesso a diferentes mundos através de lagos com dois anéis mágicos.
Neste livro, Lewis aproveita-se também para criticar a bomba atômica, quando Aslam compara-a com "Palavra Execrável" que foi usada pela feiticeira Jadis (ou Feiticeira Branca) no seu mundo original, Charn, e que poderia trazer destruição semelhante para o nosso mundo.
Neste livro, Polly e Digory, ao tentarem aventurar-se numa casa vizinha, acabam encontrando uma passagem para uma sala secreta da casa do próprio Digory, onde seu tio fazia experiências com anéis que podiam nos levar para outros mundos.
Polly acaba como cobaia do tio André, e é mandada para o Bosque entre Mundos com os anéis mágicos. Lá encontram um lago que dá passagem para um mundo chamado Charn, onde Digory acha uma placa que motiva pegar um martelo e bater num sino. Digory faz o que a placa diz, e acaba libertando a Feiticeira Branca que logo após vem para o nosso mundo. Depois de muitas trapalhadas com o tio André, Polly e Digory conseguem mandar o tio, a Feiticeira e um cocheiro (juntamente com o seu cavalo) de volta ao Bosque entre Mundos, e em seguida para um mundo vazio, onde Aslam naquele exato momento começara a criar o mundo da Nárnia e os seus animais falantes e não-falantes.
Antes de sair da Terra, a feiticeira - com a sua incrível força - tinha arrancado um poste de Londres para amedrontar os outros. Então, quando chega a Nárnia, o poste acaba transformando-se no lampião do Ermo do Lampião. Aslam coroou de seguida o cocheiro Franco como o primeiro rei de Nárnia, e a mulher dele, Helena (que tinha sido transportada magicamente para Nárnia por Aslam), também foi coroada como a primeira rainha de Nárnia.
Digory leva então uma maçã mágica e prateada (que veio de uma árvore que tinha como função proteger Nárnia) para o nosso mundo, a fim de curar a sua mãe que estava doente, que acabou por ser curada depois de comer a maçã. Digory planta de seguida as sementes da maçã no quintal, fazendo nascer uma grande macieira que mais tarde forneceu a madeira para o guarda-roupa que aparece em O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa.


MINHA NOTA: 9,10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor não xingue nem fale nada abusivo. Tempo para responder comentários: Entre 6-24h.

Qualquer cometário com propaganda ou xingamentos será deletado.
Se quer divulgar seu blog, nos envie um e-mail propondo parceria.