Seguidores- Siga nosso Blog

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Fariaairaf's books #67

Olá aqui é fariaairaf e agora falarei sobre o livro assassin's creed : renasçença

"Assassin's Creed - Renascença" é a adaptação literária de "Assassin's Creed 2", jogo para PC, Xbox 360 e PlayStation 3 lançado em 2009. A história acompanha a trajetória do jovem Ezio Auditore em busca de vingança. Depois que sua família é traída na Itália do final do século 15, ele descobre fazer parte de um antigo grupo de assassinos envolvido em uma conspiração pela dominação global contra a Ordem dos Templários.
É sempre difícil converter a história de uma mídia a outra, e esse problema fica ainda maior quando uma delas é interativa, como os videogames. Os fãs têm a expectativa de que a história seja replicada de acordo com o original, mas, ironicamente, a grande fidelidade talvez seja um problema de "Assassin's Creed - Renascença".
É pouco dizer que a obra replica à risca a narrativa do game. Até os tutoriais - que ensinam os comandos ao jogador - são descritos. Como quando Ezio aprende a roubar em uma encenação num bordel ou como frequentemente visita Leonardo da Vinci para melhorar suas armas ou vai até a cidade comprar um kit de primeiros socorros. 
Diferenças narrativas existem, mas são em grande parte mudanças nos nomes de personagens coadjuvantes ou detalhes que não impactam no enredo. A maior ausência são os acontecimentos em 2012 do game seguindo o descendente de Ezio, Desmond, sobre o desdobramento da batalha entre Assassinos e Templários. A história do livro ocorre toda no passado.
"Assassin's Creed 2" é um jogo com direção de arte impecável e as ricas cidades mercantes da Itália renascentista são muito bem retratadas, seja na arquitetura, seja nas armaduras adornadas de soldados e mercenários. A adaptação literária, no entanto, adota um tom direto e seco, que lembra mais um passo-a-passo do game do que um romance.
Muitas das melhores novelizações de videogames ou filmes são justamente aquelas que não copiam palavra a palavra do original, mas tomam liberdades. Como os romances de "Star Wars", que trazem personagens que nunca apareceram na saga cinematográfica criando o universo expandido, assim como a morte de protagonistas dos longas. A tradução de "Assassins Creed Renascença" é sólida em grande parte, mas há momentos raros nos quais ela escorrega em interpretações literais que geram sentenças sem sentido.

"Assassins Creed - Renascença" tem seus méritos, mantém muito do mistério e ação da trama original, assim como os personagens marcantes, se ao menos em um estilo um pouco destilado. Uma obra que pode atrair quem aprecia uma narrativa muito direta ou o entusiasta inveterado da série que não consegue aguardar pela conclusão da saga de Ezio no jogo "Assassin's Creed Revelations", com previsão de lançamento em novembro. Para o resto, quem sabe valha mais a pena revisitar a história pelos games mesmo
Capa do livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor não xingue nem fale nada abusivo. Tempo para responder comentários: Entre 6-24h.

Qualquer cometário com propaganda ou xingamentos será deletado.
Se quer divulgar seu blog, nos envie um e-mail propondo parceria.